Posicionamentos - Democratas

Nossos posicionamentos

Somos um partido democrata, que acredita no diálogo e na capacidade de conviver com diversas tendências. E é por isso que temos divergências, mas não dissidências.

Nosso projeto político visa a ampliar liberdades, assegurar igualdade, buscar justiça social e aumentar a prosperidade. Sempre tendo a democracia como valor absoluto e inegociável. Confira alguns de nossos posicionamentos abaixo.

Política

  1. Democracia x autoritarismo. As instituições públicas devem ser sólidas e estáveis. Repudiamos todas as formas de autoritarismo. Acreditamos que a defesa do Estado deve sempre incluir o respeito às liberdades fundamentais que constituem a base da democracia. Rejeitamos os extremismos, os radicalismos, a demagogia e o populismo irresponsável.
  2. Centralização de poder. A concentração do poder do Estado configura desrespeito à regra basilar da divisão, independência e harmonia dos poderes. Acreditamos que a liberdade de iniciativa do homem é sufocada pelo centralismo e pela estatização. Condenamos quaisquer processos que possam conduzir a alguma forma de centralismo.
  3. Tamanho do Estado. O Estado gasta muito e gasta mal. Somos a favor de privatizações, eficiência do gasto e da diminuição da carga de impostos. No entanto, não caímos na armadilha do Estado Mínimo. Acreditamos na construção de um Estado eficiente e fiel às suas obrigações indelegáveis.
  4. Desburocratização. Para que o Estado seja eficiente e amigável ao povo é necessário reorganizar, modernizar e melhorar a administração pública, torná-la enxuta, eficaz e dotada do que há de mais avançado na tecnologia. .
  5. Renovação política. A formação e qualificação dos jovens e das mulheres é imprescindível para a renovação das lideranças e dos métodos políticos. O DEM e seu Instituto Liberdade e Cidadania realizam um extenso e inovador programa de qualificação dos futuros líderes do País.
  6. Foro privilegiado. O privilégio concedido a muitos agentes públicos contraria a regra constitucional da igualdade de todos perante a lei. Defendemos a eliminação deste favorecimento.
  7. O DEM tem o DNA reformista. Entendemos que, a par das necessárias reformas econômica, trabalhista e previdenciária, são igualmente vitais para o Brasil profundas alterações nas regras que dizem respeito às áreas política, administrativa, tributária, educacional e da saúde pública.

Economia

  1. Liberdade econômica. Não há desenvolvimento verdadeiro, com prosperidade, bem estar e realização pessoal sem uma economia livre e competitiva. E com justiça social. A iniciativa privada é o centro desse processo. Ao Estado compete o papel de indutor, estimulador e regulador da economia, e também de protetor e apoiador das parcelas mais necessitadas da população. A agenda econômica do Governo precisa ser convergente com a agenda social.
  2. Livre iniciativa. A livre iniciativa é o elemento dinâmico da economia e a empresa privada é o principal agente da vida econômica do País.
  3. Direito à propriedade. O direito de usar, usufruir e dispor de um bem está incluído entre as cláusulas pétreas, intocáveis, da nossa Constituição. O DEM defende este direito do cidadão com o mesmo rigor com que sustenta as demais regras garantidoras da democracia.
  4. Privatização. A transferência para a iniciativa privada da propriedade ou da administração de um bem público é prática necessária para que o Estado consiga sanar suas contas e otimizar sua atuação, focando seus esforços em áreas em que realmente seja indispensável. O Estado não é capaz de gerir tudo e a iniciativa privada é muito mais eficiente na gestão das empresas e dos recursos. A privatização garante a desburocratização, a independência política nas ações e diminui o risco de corrupção.

Educação

Educação de qualidade é prioridade para o Democratas. A qualificação escolar e profissional é o principal instrumento de combate à pobreza e é essencial para o crescimento e fortalecimento do país. É preciso fazer do processo educacional o maior de todos os instrumentos de cidadania e inclusão social.

  1. A grande prioridade deve ser a base do edifício educacional, o ensino básico.
  2. Ampliação do acesso à educação infantil, com mais vagas em creches e nas pré-escola.
  3. A permanente valorização do professor, por meio da melhoria de sua remuneração e de sua capacitação profissional, é elemento indispensável de uma boa estratégia de melhoria da educação.
  4. O ensino em tempo integral contribui para a diminuição da evasão escolar e das diferenças sociais e da diversificação do aprendizado.
  5. Defendemos a ampliação da autonomia das universidades. Apoiamos programas de desenvolvimento científicos tendo em vista a produção de tecnologias adequadas à nossa realidade.

Se quiser se aprofundar em nossos posicionamentos, acesse os documentos:

Receba nossas novidades por email