Democratas Congresso derruba veto da presidente Dilma ao voto impresso - Democratas

Congresso derruba veto da presidente Dilma ao voto impresso

CONGRESSO

Com o fundamental apoio do Democratas, a Câmara dos Deputados derrubou na noite de ontem, 18, o veto da presidente Dilma Rousseff à obrigatoriedade do voto impresso, uma das principais bandeiras do partido.

O líder do Democratas na Câmara, deputado Mendonça Filho (PE), afirmou que a impressão do voto “é a solução para se ter certeza de que não haverá fraude na coleta de votos por meio da urna eletrônica”.

O voto impresso havia sido incluído por meio de emenda apresentada ao texto da reforma política, relatado pelo deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Foi aprovado pelo Congresso, mas vetado posteriormente pela presidente Dilma.

Durante a sessão do Congresso Nacional que analisou, nesta semana, 13 vetos presidenciais, Rodrigo Maia destacou a importância da derrubada do veto. “A decisão de derrubarmos o veto da presidente Dilma ao voto impresso é uma vitória da sociedade que a partir de 2018 terá o direito à recontagem dos votos. Teremos eleições mais transparentes”, comemorou.

Com apoio da maioria da própria base aliada, o veto foi rejeitado por ampla maioria de deputados (368 votos) e senadores (56 votos) a exceção do PT. Em discurso no plenário, o líder Mendonça Filho questionou o fato de o PT ser contra o voto impresso. “O PT não quer a checagem para saber se voto dado é, de fato, voto apurado. O voto dado precisa ser checado, caso haja necessidade de auditoria nas urnas eletrônicas”, disse.

Mendonça Filho disse ainda que a “suspeita geral” contaminou o processo eleitoral de 2014 e resumiu o governo da presidente Dilma Rousseff como “fraude”, por conta das manobras, inclusive orçamentárias, para garantir a reeleição.

“Quem ganhou hoje foi eleitor brasileiro. Esta foi, sem dúvida, a matéria mais importante que votamos hoje. Não existe democracia sem contraprova. O PT queria o que ao defender a manutenção do veto? Deixou apenas um recado a sociedade que não quer auditoria da urna eletrônica e por que? Nas redes sociais, os jovens só falam em fraude da urna e manipulação do resultado. O argumento de aumento de gasto é indefensável e até os custos alegados são na verdade bem mais baixos. Teremos transparência no processo eleitoral. Significa consolidação da democracia”, comemorou o líder no Senado, Ronaldo Caiado (GO).

Segue a gente pra ficar dentro de tudo que importa em política

Voltar

Receba nossas novidades por email