Democratas Diversidade Democratas participa do Seminário Advocacy e Políticas Públicas para LGBTI+ - Democratas

Diversidade Democratas participa do Seminário Advocacy e Políticas Públicas para LGBTI+

21 setembro 2021

Compartilhe

 

O Diversidade Democratas marcou presença no Seminário Advocacy e Políticas Públicas para LGBTI+. No encontro, a sigla foi representada pelo coordenador do núcleo Diversidade do partido, Bruno Alves, e pela líder do núcleo LGBTI+, Rose Nogueira.

O evento foi realizado pela Aliança Nacional LGBTI+ em parceria com a Universidade Federal do Paraná, e contou com seminários, audiências e reuniões que puderam embasar toda a atualização da Carta da Diversidade. O documento apresenta as prioridades de projetos de leis que são favoráveis à cidadania LGBTI+. Outras 17 ações que protocoladas no STF também entraram no círculo de conversas.

Durante os quatro dias de encontro, os participantes monitoraram o projeto Pacto Nacional LGBTI+ e debateram sobre a construção do projeto Conexão Brasil de Cidadania e Empregabilidade LGBTI+. De acordo com levantamento feito pela plataforma #VoteLGBT, em parceria com a Box1824, publicado em junho de 2020, a taxa de desemprego entre pessoas da comunidade é de 17,15%. Quando passamos a analisar apenas pessoas trans, essa taxa sobe para 20,47%.

“O Democratas é o partido que carrega a democracia no nome, e o Diversidade Democratas é um órgão que trabalha para garantir que todo indivíduo, em especial os que mais precisam, tenha seus direitos respeitados conforme nossa Constituição”, enfatizou o coordenador do DEM Diversidade.

Outro ponto que recebeu atenção foi o sistema ONU para o cuidado com a saúde, que busca iniciativas para o enfrentamento ao HIV/Aids, hepatites virais e à LGBTIFobia. De acordo com relatório divulgado pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), as mortes causadas pela doença diminuíram 43% desde 2010, mas permanecendo em alto patamar, chegando a 690 mil em 2020.

“A participação do Diversidade Democratas reforça o nosso compromisso com a comunidade, e deixa claro que não iremos ficar no campo da retórica. Vamos colaborar no debate, na construção e monitoramento das políticas públicas. Acompanhar e apontar caminhos para as Casas Legislativas estaduais, municipais e federal, da mesma forma com o poder Judiciário e sua mais alta Corte, o Supremo Tribunal Federal”, ressaltou Bruno Alves.

Carta da Diversidade

O grupo também se reuniu com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Na oportunidade, entregaram a Carta da Diversidade ao parlamentar, e trataram da reformulação de uma Frente Parlamentar para deliberar sobre os assuntos de interesse.

Durante o encontro, o presidente Rodrigo Pacheco trouxe fundamentos da República do Brasil, como o da dignidade da pessoa humana, que deve ser tema “sempre observado pelo Congresso Nacional”.

“O Senado precisa empenhar essa bandeira, a da defesa do estado democrático de direito, com todos os princípios fundamentais, garantias individuais, e liberdades públicas contidas na Constituição Federal. E da nossa democracia, que não admite, em hipótese alguma, retrocessos”, reforçou aos presentes. “E a defesa da democracia envolve a convivência permanente com pessoas que pensam diferente da gente, com pessoas que tenham opções diferentes da gente”, concluiu.

“Tem uma gama grande de projetos que podem ser observados com mais atenção pelos parlamentares. E a nossa expectativa é a melhor possível. Este foi o primeiro encontro da Aliança presencial pós-pandemia, e poder participar da entrega de um documento tão importante demonstra o tamanho da responsabilidade do núcleo”, destacou Rose.

“O presidente ACM Neto nos deu a missão de chegar junto e apresentar caminhos, e é isso que nós vamos fazer com o forte grupo que estamos construindo”, acrescentou Bruno Alves.

 

| Fotos: Pedro Gontijo / Agência Senado

Segue a gente pra ficar dentro de tudo que importa em política

Voltar

Receba nossas novidades por email